[row] [span8]

Resultados


[extra_wrap custom_class=”block_4″]

Após a Expedição

O veleiro “David Melgueiro” será propriedade de uma entidade civil sem fins lucrativos, a Associação David Mlgueiro. A tripulação fixa é de apenas 4 tripulantes, com custos de operação muito baixos (os motores são auxiliares na sua locomoção e manobras do porto).

O veleiro poderá alojar equipas de 6 a 8 cientistas.

Apesar dos seus baixos custos operacionais a nova embarcação terá uma autonomia muito grande, oferecendo alguns dos serviços que oferece um navio de grande porte, podendo operar em fundos baixos e espaços apertados inacessíveis aos navios de grande porte.

Após a expedição, o veleiro estará disponível para a comunidade científica podendo ser utilizado como plataforma de apoio a Universidades, na formação de jovens técnicos e cientistas, e de apoio a cientistas nacionais e estrangeiros. Pretende-se efetuar estudos oceanográficos, ambientais e outros nas áreas das ciências do mar e da atmosfera, na Z.E.E., na plataforma continental portuguesa e nos Oceanos em geral.

Prevê-se em particular que o veleiro constitua uma base logística e operacional de apoio às expedições Árticas e Antárticas, no quadro do Programa Polar Português (http://www.propolar.org).

No âmbito do PROPOLAR, prevê-se que o “David Melgueiro” participe anualmente, entre Dezembro e final de Fevereiro em campanhas de investigação na região da Península Antártica, desenvolvendo missões de investigação científica e de apoio logístico. Atualmente, o PROPOLAR colabora já com cerca de uma dezena de programas antárticos nacionais, vários dos quais manifestaram já o seu interesse nesta plataforma de investigação.

O “David Melgueiro” ampliará ainda mais o contributo nacional para o esforço logístico e científico cooperativo internacional para o estudo das alterações climáticas e do mar profundo, na região antártica.

Os equipamentos científicos e outros, que serão instalados a bordo, em permanência, darão a possibilidade de poder oferecer à comunidade científica um grande laboratório móvel real e um instrumento de formação sem precedentes.

apos_expedicao

[/extra_wrap] [/span8] [span4]

Programas

[arrow_list]

[/arrow_list] [/span4] [/row] [spacer][row] [span8]

Results


[extra_wrap custom_class=”block_4″]

After Expedition

The sailing vessel “David Melgueiro” will be owned by a non-profit making civil entity, the David Melgueiro Association. With only 5 permanent crew members, the vessel will operate at a very low cost, also because the engines will hardly be used subsidiarily during the trip and for the port manoeuvres. The sailing vessel will have accomodation for a team of 6 to 7 scientists.

Notwithstanding its low operational cost, the vessels autonomy will be important. It will enable some operations only great ships can offer, such as the ability to operate in low funds and in narrow spaces, where even those great ships can’t reach.

After the Expedition, the sailing vessel will be at disposal of the scientific community to be used as a support platform by Universities for the training of young technicians and scientists, and by national and foreign scientists. The sailing vessel will enable oceanografic and environmental investigation, and any other type of research in the area of sciences of the sea and the atmosphere, in the Portuguese EEZ and continental shelf and in the oceans in general.

The sailing vessel will constitute a logistic and operationale base for the support to arctic and antarctic expeditions within the scope of the Portuguese Polar Programme (http://www. propolar.org).

In the context of the PROPOLAR activities, the “David Melgueiro” is expected to participate, between December and February each year, in research campaigns in the Antarctic Peninsular Region, executing missions of scientific research and logistic support. At present, PROPOLAR is involved in about ten international antarctic programmes; and several of those already showed an interest in this tool to support investigation.

The “David Melgueiro” will contribute to the national scientific and logistic effort to international cooperation in the research about changes in climate and deep sea life, in the antarctic region.

The scientific equipements and tools, permanently on board, will turn the vessel into a huge mobile lab and a training tool at disposal of the scientific community. This has never been seen before.

apos_expedicao

[/extra_wrap] [/span8] [span4]

Programs

[arrow_list]

[/arrow_list] [/span4] [/row] [spacer]